05 Benefícios de se fazer um intercâmbio de curta duração durante suas férias

Tempo de leitura: 3 minutos

Engana-se quem acha que, para fazer um intercâmbio precisa de uma grande disponibilidade de tempo para isso. Existem diversas formas e estilos de intercâmbio, desde os mais breves com durações de duas a três semanas, até os mais longos, semestrais ou anuais. Tudo vai depender única e exclusivamente dos seus objetivos e metas com o intercâmbio.

Os cursos de curta duração vem ganhando um espaço enorme na preferência dos intercambistas que preferem aproveitar suas férias entrando de cabeça na cultura local do seu destino, ao invés de apenas viajar e turistar nele.

Leia também: Conheça as verdades sobre estudo e trabalho na Irlanda

Um intercâmbio, independentemente do tempo que você optar, te dará além de toda a bagagem cultural que já se é esperada, mais experiência e formação para seu CV, formalizando seu aprendizado com um certificado e, com isso, aumentando ainda mais a importância e o peso de um segundo idioma em seu curriculum.

Dentre as principais vantagens dessa experiência (além das citadas acima) eu listo aqui mais 5 que com toda certeza irão te incentivar ainda mais nessa tomada de decisão:

1 – Mais tempo para aprimorar um novo idioma, não que você sairá fluente de um curso de 1 ou 3 meses, mas com toda certeza dará um up no seu vocabulário. Aprenderá gírias locais, dialetos novos e na prática, poderá praticar o que aprende em sala ou no trabalho, durante o seu dia a dia.

2 – Mais calma para conhecer o lugar, já que você vai ficar por mais tempo em um país, você terá mais calma e paciência para desfrutar e explorar todas as belezas dele. Afinal não é de hoje que o ditado: A pressa é a inimiga da perfeição do viajante, faz sentido. Né?

3 – Imersão em uma nova cultura, mesmo que a curto prazo, durante seu intercâmbio você viverá como um morador local. Terá de aprender a se locomover no país, fazer suas compras, conviver com pessoas novas diariamente e terá muito mais tempo para explorar as belezas do lugar onde escolheu.

4 – Conhecer novas pessoas, seja no trabalho, na praça, na escola ou na balada. Você terá mais tempo de interagir, conhecer e fazer esse intercâmbio cultural com as pessoas da nova comunidade que você optou por se inserir. Passará a fazer parte de um momento na vida delas e não só um “borrão passageiro” que parou pra pedir onde ficava a estação de trem mais próxima.

5 – Conciliar férias e estudo na viagem, Todo trabalhador brasileiro tem direito a 30 dias de férias remuneradas. Conciliar as férias do trabalho com o intercâmbio é possível. O viajante pode aproveitar uma semana no destino como turista e na semana seguinte começar um curso de idiomas pelo restante das férias.

O Intercâmbio é o que eu chamaria de uma escolha mais estratégica e (por mais suspeito que eu possa ser para opinar) mais certa.

Eaí, bora fazer as malas?

Texto de João Marcos.

Continue no Blog: 6 dicas para se preparar para o intercâmbio depois dos 40